Níveis neurológicos aplicados a carreira


Você não entende o porquê a sua carreira não deslanchou?


Além disso você fica pensando, onde estou errando?


Robert Dilt’s estruturou os níveis neurológicos em sua teoria há XX anos, e neste artigo eu quero mostrar para você como essa teoria pode ser aplicada a esse momento que você está vivendo.


Os níveis são distribuídos em: “Ambiente”, ‘Atitude”, “Competências”, “Crenças e Valores” e “Identidade”. Sendo que o “ambiente” se refere o mais baixo nível dentro da hierarquia e “identidade” o mais alto. Cada nível compete a um quesito específico que pode ser correlacionado com a sua carreira.


O “Ambiente” – esse quesito diz respeito ao local físico que você está ou estará atuando profissionalmente, dentro da hierarquia é conhecido como limite/impedimento, e deve responder as perguntas, quando e onde você quer ou deve estar durante a sua atividade.


Já a “Atitude” – corresponde as ações necessária para que você desempenhe a sua função dentro do “ambiente” de trabalho escolhido, isso significa o que você tem que fazer durante a sua atuação. Responde à pergunta o que especificamente eu devo fazer.


Quando falamos sobre “Competência” – falamos da (s) estratégia (s) que você como profissional capacitado utiliza para solucionar problemas, aproveitar as oportunidades e otimizar os resultados, nesse quesito você deve responder à pergunta como vou fazer para chegar onde eu quero.


“Crenças e Valores” – Esse nível da hierárquica é responsável pela permissão e motivação. As nossas crenças nos permitem realizar as ações necessárias para alcançar os nossos objetivos, desejos e metas, já os nossos valores nos motivam a seguir em frente e a realizar o que foi proposto em qualquer situação, e responde à pergunta por que eu quero isso e o por que devo fazer isso. Quando as respostas não fazem sentido a você, provavelmente você vai se boicotar e não vai realizar o que se comprometeu.


Agora o nível mais alto da hierarquia, “Identidade” – ele está ligado à sua visão e missão, está ligado totalmente ao papel que você está exercendo na sociedade e responde à pergunta quem sou. Pare e pense comigo, quando um amigo te apresenta para outra pessoa, normalmente ele vai falar o seu nome e a sua “identidade”, por exemplo:


“Fala João, gostaria de te apresentar o meu amigo Betelli, ele é Coach”


“Olá Roberto, tudo bem? Esse é meu amigo Valter, ele é professor”


Perceba que a “identidade” faz referência a sua atuação perante a sociedade, dessa maneira para que você tenha uma carreira vitoriosa as pessoas devem te reconhecer pela sua atuação, linchando o seu nome com ela.


A partir desse momento você se torna o que faz, e as pessoas passam a acreditar plenamente em suas capacidades, competências e atitudes. Essa percepção deve ser incorporada por você também, pois se você não acredita que pode ser o profissional que deseja, você está correto. É muito importante que você acredite em si para ter melhores resultados.


Agora segue um exemplo que atinge todos os níveis:


Agora acompanhe esse exemplo e veja se consegue identificar todos os níveis: Eu estou em Jundiaí no UniAnchieta dentro de uma sala de aula, estou falando com os alunos, explicando todos os conceitos e exemplificando com fatos reais do dia a dia, nesse momento sou capaz de mediar discussões, improvisar exemplos e avaliar os comportamentos de cada aluno de forma estratégica, eu acredito que posso ministrar essas aulas com maestria e o que me motiva é o fato de poder colaborar com o futuro de várias pessoas, então chego à conclusão que sim eu sou um professor universitário.


Esse exemplo pode ser moldado para qualquer carreira, e deve ser pensado com carinho por cada iniciante, pois essa hierarquia deve estar clara para que você possa deslanchar na sua carreira. Quando algum nível sofre alteração, toda a cadeia abaixo é modificada.


Ao se formar em qualquer profissão, você ainda não pode ser considerado um profissional, vou explicar, as pessoas só começam a atribuir a você o papel quando o seu sobrenome for a sua profissão, exemplo: o João contador, a Patrícia pedagoga, o Paulo advogado.


Agora é com você, identifique todos os níveis na sua carreira atual:


Você tem um local (ambiente) de trabalho?


Você domina quais ações (atitudes) que precisa realizar para aquela função?


Você tem estratégias (competências) para lidar com qualquer situação dentro da sua área de atuação?


Você acredita (crenças) que poder realizar?


Você está motivado (valores) por algo maior?


Consequentemente você exerce o papel (identidade) que a sua profissão exige.


Se algum dos níveis não estiver preenchido você corre o risco que ficar em dúvida de quem você é, e se é capaz de realizar suas funções, assim você acaba perdendo a sua identidade, podendo entrar em um conflito interno.

#Níveisneurologicos #carreira #coachingjundiaí #CoachingdeCarreira #coachingcampinas #Altaperformance

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square