5 PERGUNTAS DE AUTOCONHECIMENTO QUE ELEVARAM A SUA PERFORMANCE

Como já foi previsto pelo Fórum Econômico Mundial as Soft Skills assumiram um grande papel na performance corporativa, ou seja, se você quer atuar em alta performance será necessário dominar as principais habilidades humanas – Autoconhecimento, Inteligência Emocional e Comunicação Interpessoal.


Nos dias atuais e com a mudança de cultura das empresas os recrutadores estão buscando pessoas essas habilidades, e não apenas profissionais que dominam as habilidades técnicas. Dentro das habilidades humanas intrínsecas vou destacar hoje o Autoconhecimento, pois além de lhe apoiar no âmbito pessoal essa habilidade é fundamental para você trilhar uma carreira com propósito.


Lembre-se “O autoconhecimento é resultado de um processo contínuo de reflexão, ação e reflexão”


Pergunta 1 – O que faz seus olhos brilharem?


Essa pergunta tem o intuito de lhe aproximar do que realmente lhe traz satisfação, lembre que quanto estamos no trabalho a nossa inspiração depende da conexão entre o que estamos fazendo e o impacto disso nas outras pessoas, e essa conexão precisa fazer sentido principalmente para você.


Você precisa se encantar com o que faz, para que os seus dias sejam realmente interessantes e não penosos.

Pense agora, você conhece alguém que apresenta esse “Brilho nos Olhos” durante a jornada de trabalho, provavelmente essa pessoa se sente realizada com o que faz, pois está conectado com os seus valores e princípios.


Consequentemente para alcançar esse nível de realização se faz necessário se conhecer muito bem.


Pergunta 2 – O que é fácil para você?


Pare agora e faça uma lista de tarefa/ações que você faz sem grande esforço, que os outros afirmam – “Como você é bom (a) nisso!” – ao finalizar a lista reflita sobre esses pontos, pois eles são seus pontos fortes, são coisas que você provavelmente atingiu a maestria por estarem conectadas com o seu “eu interior”.


Muitas pessoas, filosofias e religiões acreditam que cada um de nós nasceu com uma semente interior, essa semente é única, e nos guia para as nossas preferencias e tendencias durante a jornada chamada vida. Quem consegue entender qual é a essência dessa semente consegue cultiva-la e colher os frutos, porém, quem não consegue acessa-la no seu interior vive uma vida sem sentido, amargurada e com a sensação de estar desperdiçando o próprio tempo e consequentemente a própria vida.


Conheça-te, e trace uma trilha unindo as suas habilidades com a sua profissão, assim conseguirá ter uma carreira de alta performance e satisfação pessoal.


Pergunta 3 – O dia da sua aposentadoria chegou, você está sendo premiado (a), o que você fez para receber esta premiação?


Sem dúvida uma pergunta filosófica que lhe fará refletir, e aposto que não encontrará uma resposta simples em 2 minutos.


Essa pergunta lhe forçará a fazer um exercício de “futurologia”, você deve pensar qual é o prêmio, o por que está recebendo-o, e o que fez de hoje até o dia da aposentadoria.


Sim, parece um pouco confuso, mas não é. Essa questão é elementar para que você ajuste a sua rota, para que ao mesmo tempo atinja os objetivos pessoais e profissionais, que você não deixe escapar o que te faz realmente sentir prazer. Pois a nossa vida passa rápido e muitas vezes deixamos coisas importantes para traz, e ao perde-las nunca mais conseguimos recupera-las.


Exercite o seu cérebro e pense quais são os feitos que quer realizar na sua carreira que lhe proporcionará essa grande premiação. Depois trace o plano de ação, e siga o seu propósito.


Pergunta 4 – Para o que, e para quem você precisa dizer não?


O que / quem precisa receber um não, muitas pessoas acabam se iludindo por desvios disfarçados de oportunidade. Eu mesmo já passei por isso umas três vezes na carreira, fui induzido a mudar o rumo para ganhar mais, ou porque a maioria das pessoas estavam tomando aquele caminho, e eu como “gado” me desviei da minha essência e propósito.


Não cometa esse erro, confie em você e dia não a essas falsas oportunidades.


Consequentemente, se você já se desviou alguma vez lembre-se: A culpa é sua! Ninguém te obrigou, você que convencido (a), ou estava suscetível no momento, agora, levante é siga na trilha do que faz os seus olhos brilharem, fazendo o que é fácil para você, para que seja premiado (a) pelos seus feitos.


Aprender a dizer não é difícil, mas não impossível. Saber dizer não é sinal de foco, pois quem está focado (a) o que quer não tem tempo para desvios.


Pergunta 5 – Quais são os seus limites?


Entender seus pontos fortes é elementar, agora você também precisa saber quais são os seus limites, pois ficar a todo momento trabalhando no limite pode te levar a falência geral.


Descubra os seus limites, aquilo que te incomoda, aquilo que não lhe faz bem, ou até mesmo te leva a procrastinação e autossabotagem.


Faça uma lista desses limites e tenha os na ponta da língua para não sofre, quando o limite for atingido diga não.

Logicamente que podemos superar os limites atuais para que haja a evolução positiva, como muitos falam por aí: “Você deve sair da zona de conforto”. Para atingir a alta performance é claro que devemos empurrar os limites cada vez mais, assim ganhamos mais terreno.


Agora, é desumano atuar 365 dias por ano nessa frequência. Você deve evoluir de acordo com os seus parâmetros que são definidos por você mesmo. Lembre-se da semente que está aí, dentro de você, ela deve ser acessada e entendida para que você respeite os seus limites e desfrute de uma vida de satisfatória.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square