Estou estagnado, e agora?

Quantas vezes você já percebeu que as pessoas reclamam de alguma atitude sua que você nunca se deu conta que poderia afeta-las tanto assim?


Esse tipo de situação é comum, infelizmente a maioria das pessoas (mais de 85%) ficam presas nos hábitos e não conseguem gerar consciência de seus comportamentos automáticos, que acabam gerando conflitos, estagnação profissional e pessoal, uma vida passiva e relacionamentos insatisfatórios.


Existem erros clássicos que deixam as pessoas nesse estágio, e a intensão deste artigo é jogar luz nesses erros para que você tenha consciência deles e consiga deixa-los fora da sua vida.


Um dos erros é não analisar suas atitudes – Quando levamos a vida no piloto automático acabamos não gerando perguntas e pensamentos críticos sobre a nossa conduta, isso faz com que as coisas acabem acontecendo em da mesma maneira sem grandes mudanças iniciadas por você.


Dessa forma a estagnação chega, e quando somamos o instinto de ficar na zona de conforto acabamos não agindo, sem inovação, ficando no mesmo lugar por anos e anos.


Estratégia de ouro: Se questione de onde está, e sobre o que está fazendo. Será que suas atitudes estão te levando para onde se deseja estar no futuro? O ato de autovigiar-se é fundamental para romper a bolha.


Já o segundo erro fundamental é não escutar as críticas – Muitas vezes não escutamos atentamente o que os outros estão dizendo para nós, acabamos ficando amarados aos nossos diálogos internos e não captamos os feedbacks que o ambiente nos proporciona. Saiba que uma das maneiras mais rápidas de evoluir e se desenvolver é através de feedbacks.


Logicamente que temos que dar ouvido as pessoas que querem o nosso bem e fornecem feedbacks relevantes e construtivos. Para isso faça uma seleção dessas pessoas.


Estratégia de ouro: Cultive a cultura do feedback, perguntes para as pessoas relevantes quais são os pontos de melhoria, qual a opinião deles sobre você e suas atitudes, lembre-se de não levar para o nível pessoal a conversa, pois se isso acontecer provavelmente acabara em discussão. Pegue o que é realmente relevante e descarte o que é irrelevante para a sua mudança. E nunca subestime a opinião dos outros.


O terceiro erro é não observar – quando se fecha os olhos para as atitudes dos outros você fecha os olhos para o mundo. Aprenda a observar as pessoas ao seu redor, isso lhe fornecerá mais informações que qualquer universidade. As pessoas estão a todo momento demonstrando suas vontades, seus desejos e insatisfações, quando se aprende a olhar e observar se colhe informação preciosas.


Estratégia de ouro: Colete as informações e utilize-as para se conectar com os outros, jogue fora aquele ditado que diz “trate as pessoas como você gostaria de ser tratado” e adote a regra de platina “trate o outro como ele gostaria de ser tratado”.


Essa estratégia pode ser difícil no inicio pois quebra um grande paradigma, porém ao encaixa-la no seu portfólio e aplica-la um pouco ao dia você notará como a conexão com os outro acontecerá de forma fluida.


E pra finalizar o erro mais perigoso ao meu entender, não procurar se desenvolver ou aprender mais, esse é um erro obvio que tem que ser apontado, pois como já se falava há muito tempo atrás “ninguém tropeça em montanhas, as pessoas tropeção em pedrinhas”.


Isso quer dizer que o obvio precisa ser reforçado, e as pessoas que não investem em autoconhecimento não conseguem quebrar os padrões indesejados que comentamos no início do nosso artigo, se desenvolver é um processo continuo que deve ser colocado na estante número 1 das suas metas e objetivos.


Com o desenvolvimento você consegue ficar atualizado, e com uma mente ativa, isso faz toda a diferença para que consiga acompanhar as mudanças da era atual e fortalecer-se como indivíduo.


Estratégia de ouro: mantenha a sua mente ativa, busque se conhecer mais e aprenda estratégia eficazes para otimizar as suas competências e comportamentos.



Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square