Liderar Pessoas através da INTELIGÊNCIA RELACIONAL

Todos nós já fomos liderados por alguém, seja na família, no trabalho, no seu time de futebol e etc.


Assim eu aposto que você já provou alguns dos vários estilos de liderança e consequentemente se identificou com um predileto, por isso você se sente mais confortável em se relacionar com essa pessoa.


Existem diversos estilos de liderança e podemos ficar horas falando das diferenças e semelhança, porém esse não é o objetivo desse artigo.


Apenas para fazer uma introdução ao conteúdo principal vou classificar de forma “genérica” duas classes de liderança, de um lado a liderança autoritária e de outro a liderança democrática, ou liberal como você preferir.


Logicamente as duas tem pontos fortes e pontos a serem desenvolvidos. Em determinada situação ser autoritário, determinando e exigindo o que os liderados devem fazer é eficaz, porém dependendo da situação o estilo democrático é melhor. Sendo assim uma coisa precisa ficar bem clara para você que está, ou pretender estar em uma posição de liderança, não há estilo MELHOR ou PIOR, existe o que a situação exige.


“O melhor líder não é necessariamente aquele que faz as melhores coisas. Ele é aquele que faz com que pessoas realizem as melhores coisas.”Ronald Reagan, ex-presidente americano.


Hoje venho falar de uma nova forma de liderança, com habilidade muito parecidas com a de um camaleão, pois ela se adapta de acordo com o perfil comportamental de cada liderado.


Os passos para você exercer a liderança camaleão é:


1º Identifique as preferências e tendências comportamentais das pessoas com quem você se relaciona hoje, sejam liderados, pares, superiores, clientes e etc.


Ao identificar o perfil comportamental você será capaz de adaptar o seu estilo de comunicação para que o outro possa lhe entender de forma assertiva, otimizando os resultados, melhorando os relacionamentos e ultrapassando os obstáculos da comunicação.


Quando você identifica as preferencias particulares dos seus liderados, fica mais fácil construir empatia e confiança. Assim você como um estrategista deve se aproximar para extrair a máxima performance que essa pessoa pode oferecer de acordo com o CHA (Conhecimento, Habilidades e Atitudes).


“A maior habilidade de um líder é desenvolver habilidades extraordinárias em pessoas comuns.” Abraham Lincoln.


DEFINIÇÃO DE C.H.A.


Conhecimento (representa o saber) que é adquirido através de treinamentos, de livros, das universidades, nas escolas e na vida, apenas isso não faz a pessoa ser competente em algo.


Habilidade é o saber fazer, resumidamente é colocar em prática o que se aprende na teoria. Uma pessoa que preenche esse critério já errou, se reinventou e tentou várias vezes, assim ela se tornou hábil em realizar tal tarefa, processo ou procedimento.


Atitude se refere a ação, o querer fazer. Muitos profissionais detêm o conhecimento adequado e a habilidade necessária, porém decidem não fazer o que deve ser feito. E todos sabemos que sem a ação não é possível que as coisas se concretizem.


A inteligência relacional é definida pela capacidade e habilidade de identificar no outro: seus desejos, seus objetivos, seus hábitos, suas preferencias, sejam pessoais ou profissionais, e, se relacionar com ele da melhor maneira (se adaptando, como o camaleão) para extrair o melhor do outro com ética e respeito.


2º Comunique-se de maneira assertiva


É dever do líder construir ou desenvolver um ambiente para que a comunicação seja eficaz, assim o uso da inteligência relacional se faz uma condição básica.


Outro desafio dos líderes na atualidade é construir ou desenvolver cérebros de obras, e para que isso aconteça se faz necessário desenvolver os liderados de forma que os mesmos pensem e desenvolvam soluções, otimizando o tempo do líder que deve se ocupar com o que há de mais importante no negócio e não gastar tempo com o que poderia ser feito por outros.


A comunicação assertiva é tratada como uma competência fundamental para que os grandes resultados aconteçam. Essa comunicação faz com que todos intendam o que é solicitado e consequentemente possamos alinhar os processos para que não haja erro.


“60% dos problemas das empresas resultam de falha de comunicação” – Peter Drucker.


Lembre-se que a inteligência relacional é parte da inteligência emocional, pois para elevar essa competência você precisa dominar a Autoconsciência, o Autocontrole, a Consciência Social e Gerenciar Relacionamento.


Isso faz de você uma pessoa com altos pontos de IE (Inteligência Emocional).




Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square